Featured In

Credits

PERFORMING ARTISTS
Teixeirinha
Teixeirinha
Vocals
COMPOSITION & LYRICS
Teixeirinha
Teixeirinha
Composer
PRODUCTION & ENGINEERING
Milton & Miranda
Milton & Miranda
Producer

Lyrics

Ai, ai meu Deus quando eu não mais cantar Não viajar pela querência a fora Não ver os campos e as verdes matas Tenho certeza que os meus olhos choram Não ouvir mais cantar os passarinhos Desafiando o poeta que sou Pobre poeta que o tempo apagou:// Agora eu vejo este tapete verde Campos que acolhe a boiada pastando Estas estradas que não tem mais fim Este poeta percorre viajando Quando a velhice branquear meus cabelos As minhas forças chegarão ao fim Lá na cidade o que será de mim:// Quando eu não ver uma roça plantada Rios e riachos que correm do pago Ver a poeira levantar da estrada E uma chinoca me fazendo afago Podem contar que eu estarei morrendo Na minha casa dentro da cidade Ai, ai, meu Deus como dói a saudade:// Hoje sou novo, amanhã sou velho Depois de velho se perde a paciência Se eu poder me agarro num bastão Vou me arrastando ver minha querência Aí, então, respondo pro destino Quando eu morrer me enterre num campestre Sentindo cheiro da mata solvestre://
Writer(s): Teixeirinha Lyrics powered by www.musixmatch.com
instagramSharePathic_arrow_out